Cidade do Cabo: Babylonstoren Farm Hotel & SPA

Não há viagem à Cidade do Cabo sem uma parada na região dos vinhos. Stellenbosch, Paarl e Franschhoek são algumas das cidades a uma curta distância do Cabo. Ali pudemos visitar a Babylonstoren e de cara elegemos como um dos lugares mais legais visitados e parada obrigatória nessa viagem.

Babylonstoren é uma fazenda de 1692 e possui um dos pátios mais preservados da região. São 3,5 hectares de jardim divididos em 15 seções com mais de 300 espécies entre frutas, vegetais, abelhas para polinização, plantas indígenas, gramados perfumados, um labirinto de pêra espinhosa, patos e galinhas, entre muitos outros. O jardim também possui uma infinidade de árvores de importância histórica e botânica. Todos os aspectos da Babylonstoren – incluindo o Farm Hotel & Spa, o Farm Shop e a Padaria – são liderados pela diversidade botânica.

Contemporâneo, o Farm Hotel traz a tranquilidade nas cores claras e com seus móveis rústicos e grossas paredes caiadas a essência de se hospedar dentro da fazenda. São apenas seis suítes de um quarto, bem como três casas de um quarto e quatro casas de dois quartos. As casas de um e dois quartos têm uma área de salão e cozinha básica. Já os quartos do Farmhouse incluem nove suítes. Todos têm acesso a uma piscina exterior e uma área de spa quente que inclui uma sala de sal, sauna e piscina de vitalidade, bem como uma área de salão.

IMPRESCINDÍVEL fazer reserva no restaurante Babel caso queira almoçar ou jantar. As reservas são abertas com 2 meses de antecedência e é bem possível que esgote no mesmo dia. Caso tenha a sorte de conseguir reservar ou uma vaga na hora, não se arrependerá dessa experiência. Abrigado em um antigo galpão de vacas, Babel é uma bela mistura de arquitetura holandesa do cabo com paredes de vidro contemporâneas. A filosofia do disputado restaurante é simples: farm-to-fork, o que significa que servem comida sazonal e que reflete a “escolha, limpar e servir” direto do jardim da Fazenda.

Como o menu é orientado pelo que está disponível no jardim, a comida sempre reflete a época, e assim no verão podem servir uma salada de abacaxi, groselhas, granadillas, tomates amarelos e damascos, enquanto no inverno uma perna cozida lenta de cordeiro no vinho tinto. As sobremesa são quatro sabores, nomeadamente salgado, amargo, doce e azedo. As refeições são sempre claras na estrutura, de modo que frutas e legumes recolhidos diariamente do jardim são muitas vezes servido com a sua pele.

Para quem deseja experimentar outras opções da Fazenda, o restaurante Greenhouse é a outra opção. Nesse não é necessário efetuar reserva (mas pode precisar ter disponibilidade de tempo para espera por uma mesa). Na parte de trás do jardim, escondido entre os carvalhos, a estufa oferece aos hóspedes o lugar perfeito para descansar e desfrutar de deliciosos bolos caseiros, café, chá e sucos frescos do jardim, pães artesanais com queijos artesanais e carnes servidas com os óleos de ervas caseiras, chutneys, conservas e relishes, bem como deliciosa salada fresca. O espaço foi feito sob encomenda para Babylonstoren na França por Serres et Ferronneries d’Antan. Emparelhado com uma coleção de mesas de tijolo vermelho e verde, cadeiras verde. O menu do Greenhouse é a mesma filosofia “pick, clean and serve” como do Babel, com uma forte ênfase em comida honesta com pouco ou nenhum barulho. Toda a comida é servida em estilo de piquenique em caixas de madeira com conservas, geléias e saladas embaladas em frascos weck, enquanto pão fresco do forno a lenha vem envolto no icônico papel azul e branco da Babylonstoren.


Já os vinhos são produzidos em uma adega state-of-the-art e são feitas para mostrar os solos e clima onde suas uvas são cultivadas. São 72 hectares de vinha e produzem 13 castas diferentes com as mais altas vinhas – pinot noir e chardonnay – de encontro a Simonsberg a uns 600 metros acima do nível do mar.

A logotipo da Babylonstoren, consiste no cachimbo (que representa o fazendeiro), na flor (que representa o jardim) e no pássaro (que representa a natureza). É uma combinação da essência de Babylonstoren – manter as coisas simples e tão verdadeiras quanto possível para a Terra. “

É cobrada uma entrada para os visitantes no valor de R 10,00 ( R$ 3,00 aproximadamente, no dia da visita) ou R 20,00 nos finais de semana e feriados.

Onde: R45, Simondium, 7670, South Africa

Quando: 

  • Jardim: 9h00–17h00 (última entrada 16h00)
  • Babel: Segunda–Domingo: 8h00–9h30 ,Quarta–Domingo: 12h00–15h30, Segunda–Domingo: 19h00–20h30
  • Greenhouse: Segunda–Domingo: 10h00–16h00

Nas redes:

 

Fotos: Divulgação e Raffaele Asselta